Cloverfield – Monstro

cloverfield

Cloverfield – Monstro

Antes de falar do filme, vou falar um pouco do meu pé atrás com relação a ele.

Em primeiro lugar, acho o JJ Abrams um dos caras mais marqueteiros que já surgiu na história de Hollywood. Tudo o que o cara faz é hype, mas pra mim ele é supervalorizado. Pra mim ainda tem que comer muito arroz com feijão pra conseguir se equiparar aos “grandes”.

Conheço 3 coisas que ele fez:

Alias (série de tv): depois de estar familiarizado com Jack Bauer & cia, achei a série Alias muito, muito ruim. A agente secreta dessa série é muito fraquinha! Vi uns episódios e passei direto.

Missão Impossível 3: é até covardia, né? O primeiro filme é do Brian De Palma; a continuação é do John Woo. O terceiro é dirigido pelo (quem?) JJ (quem?)… Fraaaco…

Lost: tá, a série é boa, muito boa. Reconheço que é uma das melhores coisas na tv hoje em dia. Mas a quantidade pontas soltas e a quase certeza que tenho que nunca vão conseguir explicar tudo me deixa sempre com pé atrás com essa série…

Em segundo lugar, essa idéia Bruxa de Blair já era batida na época do próprio Bruxa de Blair. Em 92, vi um filme belga chamado Aconteceu perto de sua casa, um documentário sobre um assassino profissional – que REALMENTE parece de verdade! Quando, em 99, veio a idéia da Bruxa de Blair, pensei “já vi isso antes…”

Então, quando apareceu a idéia do “novo projeto do JJ Abrams que é uma mistura de Godzilla com Bruxa de Blair“, claro que fiquei com pé atrás…

Mas fui ver. E não é que é interessante?

A idéia todos sabem: um cara está filmando uma festa de despedida de um amigo, e Nova York começa a ser atacada e destruída por um monstro gigantesco. Então, começa a documentar o que está acontecendo.

O interessante aqui é colocar o espectador “dentro” do filme. Não aparece um cientista que explica o que está acontecendo, ou um herói que faz uma armadilha pro monstro, ou outros clichês típicos de filmes assim. Você está lá dentro, e precisa fugir – e nem ao menos sabe do que!

O início é um pouco longo, e a câmera tremida cansa um pouco. E ficamos curiosos com o que aconteceu, porque nada é explicado… Mas vale a experiência!

E tem uma cena que parece uma homenagem ao poster de Fuga de Nova York, de John Carpenter! É que nesse poster, aparece a cabeça da Estátua da Liberdade caída no meio de uma rua. Mas essa cena nunca acontece no filme…

Agora é esperar o marqueteiro fazer a continuação, onde vai explicar qualé a do monstrão…

Anúncios

Marcado:,

6 pensamentos sobre “Cloverfield – Monstro

  1. Star Trek « Blog do Heu 12 maio, 2009 às 8:54 pm Reply

    […] soltas que dá medo de nunca explicarem tudo). Além disso, ele usou o seu hype pra vender “Cloverfield“, que também não foi lá grandes […]

  2. Deixe-me Entrar « Blog do Heu 26 janeiro, 2011 às 11:30 pm Reply

    […] Confesso que heu tinha sentimentos opostos sobre este filme antes de vê-lo. Por um lado, heu queria muito rever a atriz mirim Chloe Moretz, que fez a Hit Girl em Kick-Ass. Mas, por outro lado, sempre me pergunto: pra que refilmar? Além do mais sabendo que a direção coube ao quase novato Matt Reeves, que até agora só tinha feito um filme para o cinema, o maomeno Cloverfield. […]

  3. […] Troll Hunter de outros exemplos é que aqui tudo funciona perfeitamente, diferente, por exemplo de Cloverfield, outro […]

  4. Thales Sampaio 19 julho, 2011 às 1:10 am Reply

    cara só não gostei de seu último comentário achei o filme genial , já vi várias vezes e ainda vejo quando está passando na televisão, mas garanto a ti e a todos que estiverem lendo não há motivos para um segundo filme, por que na verdade não haverá uma.

    Falando em comnetar sobre filmes seu problema é que sempre há uma crítica quando aparece ou quando realmente não deve ter entendido a história.Vlw.Paz e Amor.wow.

  5. […] Como sempre, tem muito mais do que 10 monstros. Menção honrosa para o Shrek, a galera de Monstros vs Alienígenas, o dragão da sorte de A História Sem Fim, A Bolha Assassina, a criatura de Enigma de Outro Mundo, A Mosca, os trolls de The Troll Hunter e o Cloverfield. […]

  6. Blog do Heu » Poder sem Limites 7 março, 2012 às 6:27 am Reply

    […] A parte final do filme é eletrizante, como poucas vezes visto em filmes do estilo. O povo que fez Cloverfield deve ter ficado com […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: