Mistério da Rua 7

Mistério da Rua 7

Um blecaute acontece na cidade de Detroit, e quase toda a população desaparece no ar, deixando suas roupas amontoadas no chão. Um pequeno grupo de pessoas consegue encontrar um bar com gerador próprio, e tenta traçar planos para escapar da escuridão.

Dirigido por Brad Anderson, Mistério da Rua 7 perdeu a oportunidade de ser um bom filme de suspense / terror. Porque o filme tem seus méritos, mas os defeitos realçam as falhas.

Vamos primeiro ao que funciona. O clima de tensão e mistério é muito legal, como pouco se vê no cinema atual. Aquelas sombras misteriosas poderiam entrar para uma antologia de bons momentos do medo na história do cinema.

As atuações também funcionam. Por incrível que pareça, Hayden Christensen está bem liderando o pequeno elenco, que ainda conta com Thandie Newton, John Leguizamo e as crianças Jacob Latimore e Taylor Groothuis.

Mas aí aparecem os problemas. Acho que, com duas pequenas alterações, o roteiro ficaria muito melhor: um fim decente e alguma explicação.

Sobre a explicação, heu entendo que um filme não precisa explicar com detalhes pra ser bom, às vezes a gente não entende nada e mesmo assim, curte a “viagem”. De vez em quando falo aqui de filmes de terror que funcionam perfeitamente sem a gente saber o que aconteceu, como foi em Splinter ou Banquete do Inferno, por exemplo. Mas aqui, na minha humilde opinião, algo deveria ter sido dito sobre o que estava acontecendo.

E aí vem aquele fim. Na boa, de onde algum roteirista acha que um fim desses vai agradar alguém? Não vou falar o que acontece no fim aqui porque não entrego spoilers, mas te digo que se faltar luz na sua sessão de cinema faltando dez minutos pra acabar, pode deixar pra lá e usar seu “vale ingresso” pra ver outro filme…

O fim do filme dá tanta raiva que a gente começa a pensar nos furos do roteiro. Por que os primeiros milhares de pessoas sumiram num piscar de olhos, mas 3 ou 4 “sobreviventes” eram mais difíceis de serem pegos? Por que Luke recusou a ajudar uma pessoa na rua e logo depois quis ajudar o garoto? Onde estava a menina quando James se escondeu na igreja? Isso porque não tô falando do papo furado do Croatoan – pouco tempo atrás, o seriado Supernatural usou o mesmo Croatoan de uma forma muito mais interessante.

E aí a gente fica com aquela sensação de que uma boa ideia foi desperdiçada… O resultado final ficou mais próximo de Fim dos Tempos e seu vento que fazia as pessoas cometerem suicídio… Queria mandar um recado aos produtores e roteiristas de Hollywood que gostam de fazer reboots: uma franquia como Homem Aranha não precisa de reboot, mas com Mistério da Rua 7, acho que seria uma boa ideia!

p.s.: Só heu achei irônico o Hayden Christensen interpretar um personagem chamado Luke?

Anúncios

Um pensamento sobre “Mistério da Rua 7

  1. Felipe Nogueira 21 maio, 2011 às 10:54 pm Reply

    É cara, eu também achei super irônico o Hayden Christensen interpretar um personagem chamado Luke, sendo que na franquia Stars Wars ele é o famoso Anakin Skywalker pai do Luke Skywalker.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: