A Casa / La Casa Muda

Crítica – A Casa / La Casa Muda

Laura está com seu pai em uma velha casa, quando ouvem ruídos misteriosos no segundo andar. Ao investigar, a casa aos poucos revela segredos obscuros. Baseado em uma história real acontecida nos anos 40.

O grande chamariz deste filme uruguaio de terror é que ele teria sido filmado com uma câmera fotográfica, em um único e longo plano sequência de 72 minutos – impossível não lembrar de Festim Diabólico, clássico de Hitchcock feito com pouquíssimos planos. O legal aqui é que A Casa é filme de terror, daqueles que criam tensão e dão medo. Nunca rola cara de teatro filmado, inclusive, a câmera entra e sai da casa mais de uma vez.

É muito boa a ideia usada pelo diretor estreante Gustavo Hernández (que também co-escreveu o roteiro e foi responsável pela edição). A primeira parte do filme, a construção do suspense, funciona redondinho. Mas a parte final, a explicação e conclusão, é muito fraca e confusa. Findo o filme, tive que procurar o imdb pra esclarecer algumas dúvidas.

(Aliás, tem gente no imdb duvidando que o tal take único seja verdade – li que a câmera usada só filmaria 12 minutos. Mas isso pouco importa, o resultado é impressionante, mesmo que rolem alguns cortes imperceptíveis.)

O roteiro é eficiente na construção do clima tenso e na coreografia da câmera, que passeia ininterrupta pelo cenário e pelos atores. Mas tem falhas, Laura é talvez um pouco histérica demais, e, na minha humilde opinião, acho que dificilmente ela continuaria vasculhando a casa.

Também gostei da opção de Hernández de não usar a câmera subjetiva, como muitos filmes por aí têm feito (tipo Bruxa de Blair, [REC], Diário dos Mortos e Atividade Paranormal). Hoje isso é tão comum que a ideia perdeu um pouco de força. Aqui a câmera não está na mão de um personagem, apenas observa.

Pena que o fim estraga o que seria um dos mais inovadores filmes de terror da história. Mesmo assim, acho que vale. Início bom, fim ruim, média 5. Dá pra passar.

Ah, sim, claro… O filme ainda não estreou aqui (tem previsão para julho), mas já tem refilmagem hollywoodiana com estreia agendada para este ano..

.

.

Se você gostou de A Casa, o Blog do Heu recomenda:
[REC]
Sobrenatural
Los Ojos de Julia

Anúncios

5 pensamentos sobre “A Casa / La Casa Muda

  1. Lauro 6 julho, 2011 às 2:15 am Reply

    Vi o filme e concordo plenamente com o que você disse, bom inicio, final horrivel.

  2. Rosangela 16 agosto, 2011 às 12:50 am Reply

    Prestei bastante atenção nos detalhes, por terem dito que ele foi feito em um único plano, e notei que mais ou menos aos 26:22 quando ela encontra o pai morto, o pescoço dela está com uma mancha grande de sangue, ela sai para a cozinha e tenta abrir a porta, ao focar de novo o pescoço dela o sangue sumiu.

    Também achei que o final faz todo o resto perder o sentido, apesar do motivo ser coerente.

  3. David G. Guimarães 2 outubro, 2011 às 4:04 pm Reply

    Achei o filme até interessante, mas o final mt confuso.. achei q no final explicariam o q realmente aconteceu lá, mas ñ. Isso acabou por estragar o filme, já q este acabou ficando mt confuso. Realmente ñ entendi nada.

  4. Carla 12 outubro, 2011 às 1:02 am Reply

    Eu sinceramente estou com medo de assisti esse filme as criticas estão tão ruins mais vou tentar

  5. A Inquilina « Blog do Heu 7 maio, 2012 às 8:22 pm Reply

    […] você gostou de A Inquilina, o Blog do Heu recomenda: Mientras Duermes A Casa Cisne Negro Share this:CompartilharFacebookTwitterGostar disso:GostoSeja o primeiro a gostar disso […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: