O Último Guerreiro das Estrelas

Crítica – O Último Guerreiro das Estrelas

Me lembro do verão de 84/85. Heu tinha 13 anos, fui ao Rock in Rio, vi vários filmes no cinema… Me lembro de ter visto este O Último Guerreiro das Estrelas no hoje extinto Art Casa Shopping, na Barra!

A trama é simples: o jovem Alex bate o recorde do fliperama “Starfighter”. Mal sabe ele que este fliperama é um teste para virar um piloto de caça de verdade. Um acaso o transforma no “último guerreiro” do título.

É curioso rever hoje em dia um filme como O Último Guerreiro das Estrelas (The Last Starfighter), ficção científica feita em 1084. É difícil não ficar saudosista. Porque se a gente for analisar com um pouco de rigor, o filme envelheceu muito. E envelheceu mal.

O que mais chama a atenção aqui é como o cgi ficou datado. Lembra muito os videogames de Tron, feito dois anos antes. A diferença é que Tron era pra parecer um videogame, aqui era pra ser real. Ok, sabemos que isso faz parte da história dos efeitos em cgi. Até chegarmos em Avatar, um grande caminho precisava ser percorrido… Mas é duro ver um “filme querido dos anos 80” e ver como ele ficou tosco!

(Os saudosistas vão discordar de mim, dizer coisas como “os efeitos são deliciosos”. Ok, concordo, também gostei de rever o “cgi vintage”. Mas uma criança ou adolescente que não viveu os anos 80 vai detestar!)

Sobre o elenco, só posso dizer que nenhum nome alcançou o estrelato. Lance Guest, Catherine Mary Stewart, Robert Preston e Dan O’Herlihy funcionam bem para o que o filme pede, nada demais. O mesmo podemos dizer sobre o diretor Nick Castle, que nunca se firmou no primeiro escalão de Hollywood.

Enfim, se você viveu os anos 80, pode rever, que vai curtir os gráficos simples dos desenhos da Gunstar, a nave de Alex (citada aqui no Top 10 de naves legais!). Mas não recomendo este filme para quem tem menos de 30 anos…

p.s.: Rola uma lenda sobre uma continuação. É estranho pensar em sequência para a história, já que Alex era o “último”. Mas, sei lá, quase 30 anos se passaram, de repente já existe uma nova geração de “starfighters”, e novamente vai rolar de sobrar apenas um… Pode funcionar…

.

.

Se você gostou de O Último Guerreiro das Estrelas, Blog do Heu recomenda:
Tron
Guerra nas Estrelas
Força Sinistra

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: