Ferida / Wound

Crítica – Ferida / Wound

E vamos começar a falar dos filmes da edição 2011 do Rio Fan!

Wound é um filme estranho, muito estranho. Susan foi mãe adolescente, e sua filha Tanya morreu no parto. Agora, anos depois, Susan vê sua filha em todos os lugares.

O diretor David Blyth é um nome conhecido na Nova Zelândia por seu estilo sempre polêmico. Este Wound ficou famoso quando, ao ser exibido num festival, ganhou como fã o também polêmico Ken Russell. Bem, se você conhece os filmes de Russell, já sabe o que esperar de Wound.

O filme é um desfile de perversões sexuais. Tem incesto, sado-masoquismo, castração, estupro… Mas, sabe qual o problema? É que não existe uma história. É apenas uma sucessão de bizarrices. A gente fica tentando conectar as cenas grotescas, mas não existe uma trama coerente com uma explicação lógica.

Algumas cenas são engraçadas, rola algum gore… Mas o filme é fraco, bem fraco. Os filmes trash neo-zelandeses são melhores quando não se levam a sério, como Black Sheep ou os primeiros do Peter Jackson, Bad Taste – Náusea Total, Meet The Feebles e Fome Animal.

Pelo menos é curto, 73 minutos. Mas nem vale a pena…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: