Iron Sky

Crítica – Iron Sky

O que? Nazistas no lado escuro da Lua??? Pára tudo, quero ver!

Secretamente, nazistas construíram uma base no lado escuro da Lua no fim da Segunda Guerra Mundial, onde, isolados do mundo (literalmente!), estão construindo uma gigantesca máquina de guerra para conquistar o planeta. Descobertos 70 anos depois, eles seguem com o plano de invadir a Terra.

Produção finlandesa, alemã e australiana, Iron Sky não é tão bom quanto parecia ser. A premissa é muito boa, e o filme acerta em alguns aspectos, como as cenas no espaço e os cenários e naves nazistas. Mas um roteiro fraco e personagens idem tornam o resultado mediano.

Na verdade, tudo em Iron Sky remete aos clássicos filmes B: sinopse absurda, produção barata e atores pouco conhecidos (Julia Dietze, Peta Sergeant, Stephanie Paul, Christopher Kirby e Udo Kier). A diferença para os filmes B de antigamente é que aqui os efeitos especiais são bem feitos, mas isso se deve pela evolução da tecnologia – hoje é muito mais fácil se fazer bons efeitos especiais (o filme Monstros é uma produção independente quase caseira que custou 15 mil dólares, e que traz monstros alienígenas bem convincentes). Mas, na essência, estamos diante de um legítimo filme B.

A ideia era muito boa, nazistas isolados da tecnologia atual, invadindo o planeta com discos voadores e zeppelins – e com toda a pompa que sempre acompanha o nazismo no cinema. Não é uma invasão perfeita? Em vez de alienígenas, são nazistas herdeiros da Segunda Guerra. Vilões perfeitos!

Mas o roteiro é fraco demais. O filme dirigido pelo finlandês Timo Vuorensola (que é vocalista de uma banda de black metal industrial!) é previsível e bobo, a piada inicial não se sustenta por muito tempo. E tem uma coisa que achei estranha: quando mostra a reunião das Nações Unidas, não reparei se tinha um representante da Alemanha. A Alemanha de hoje não tem nada a ver com os nazistas da Lua, mas acho que questionariam isso numa reunião da ONU. E cadê os alemães contemporâneos?

Mesmo assim, gostei do resultado final. Pelo menos é diferente do óbvio que infesta o mercado. E como o filme é curtinho, passa rapidinho enquanto a gente aprecia o visual dos aparatos nazistas com cara de steampunk… Ah, e gostei do fim do filme! (E claro que não vou contar aqui quem ganha a guerra…)

Não tenho ideia se o filme será lançado. Consegui uma versão com o som original – quando os diálogos são em inglês, fica sem legendas; quando são em alemão, temos legendas em inglês…

.

.

Se você gostou de Iron Sky, o Blog do Heu recomenda:
Dead Snow
Rare Exports – A Christmas Tale
Paul

Anúncios

Marcado:, , , , , ,

3 pensamentos sobre “Iron Sky

  1. Alex 4 junho, 2012 às 5:01 pm Reply

    Bem, eu estava aguardadno o laçamento desse filme a muitoooo tempo. A anos que eu vinha seguindo a produçao. Bem, eu nao sei exatamente o que se passou mas eu vou arriscar a opniao. Esse filme tinha uma excelente historia, roteiro, atores e tudo mais pra ser uma obra prima e original do cinema de ficçao. Eu sei disso, acredite. A histoira de nazistas voltando da lua e tudo mais é simplesmente indedita e original! Mas tudo que diz nazismo, Hitler etc nao é indédito e nem tao original assim mas vende. E muito! Eu creio que em algum momento a produçao viu que nao tinha orçamento sulficiente pra fazer uma obra como ditava o roteiro original, ai pegaram o que tinha e jogaram uma comedia sarcastica por cima pra ver se soltava logo. Conclusao: Uma excelente historia desperdiçada por falta de patrocinio pesado. Esses estudios de hollywood ultimamamente andam com ums ” estorias” tao ridiculas e nao deram papel verde pra uam produçao dessas. sabem o por que? Por que nao é um filme americano. O que salva ainda é a curtiçao com a ONU e com os EUA, pois gente competente tinha de sobra pra fazer esse filme e até ganhou premio aqui em Bruxellas e na Alemanha. (spoiler)O top foi ver a finada MIR aparecendo junto com trocentas outras naves espaciais de outros paises.

  2. Gabi 9 julho, 2012 às 10:45 am Reply

    Eu simplesmente adorei o filme. Meu pai sempre baixa filmes de ação e ficção cientifica para assistirmos com ele, e acidentalmente ele baixou este, acreditando ser mais outro, e p surpresa da gente, se mistura com comédia. Ri demais e achei super original. É instigante porque a cada momento pode acontecer qualquer coisa bizarra e mudar o rumo dos personagens. Fazia tempo que um filme não chamava a minha atenção tanto assim.

  3. ejedelmal 10 julho, 2012 às 8:11 pm Reply

    A Sarah Palin fazendo um discurso de campanha nazista é impagável.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: