O Enigma de Outro Mundo

Crítica – O Enigma de Outro Mundo

Clássico oitentista do cinema fantástico!

No início do inverno na Antártica, um grupo de pesquisadores tem que enfrentar um misterioso e mortal ser alienígena que muda de forma e pode se parecer com qualquer uma de suas vítimas.

O Enigma de Outro Mundo (The Thing, no original) é simplesmente um dos melhores exemplos de boa mistura entre ficção científica e terror da história do cinema. Na minha humilde opinião, figura entre os tops do gênero, ao lado de filmes como Alien, o Oitavo PassageiroForça Sinistra e Invasores de Corpos.

O Enigma de Outro Mundo é baseado no clássico O Monstro do Ártico, de 1951. Não conheço ninguém que viu o primeiro filme, nem consegui descobrir se é uma refilmagem ou uma releitura.

Sou muito fã do diretor, John Carpenter. Mesmo tendo frequentemente um pé no filme trash, Carpenter foi o responsável por alguns dos melhores momentos do cinema fantástico dos anos 70 aos 90, como Halloween, Fuga de Nova York, Christine – O Carro Assassino, Eles Vivem e À Beira da Loucura. Achei que ele tinha se aposentado, mas em 2011 ele lançou um novo filme, Aterrorizada (que é legal, mas está longe dos seus melhores filmes).

Aqui Carpenter está em grande forma. O Enigma de Outro Mundo é um dos seus melhores trabalhos. Um filme sério, sem espaço pra alívio cômico – e sem nada de trash. O filme traz grandes momentos de tensão – a cena do teste de sangue é de fazer rolar na poltrona!

A boa trilha sonora de Ennio Morricone ajuda os momentos de tensão. É curioso notar que a trilha de O Enigma de Outro Mundo se assemelha com outras trilhas monocórdicas compostas pelo próprio Carpenter. Será que Carpenter copiou o estilo de Morricone, ou será que foi Morricone que se inspirou no estilo de Carpenter? Taí uma pergunta que não sei responder…

No elenco, só um rosto conhecido: Kurt Russell – que devia ser amigo de Carpenter, já que eles fizeram outros quatro filmes juntos (Fuga de Nova York, Os Aventureiros do Bairro Proibido, Fuga de Los Angeles e o desconhecido telefilme Elvis).

Os efeitos especiais de Rob Bottin (Um Grito de Horror, Robocop, O Vingador do Futuro) envelheceram, claro – 30 anos se passaram, né? O stop motion “perdeu a validade”, mas ainda funciona pro que o filme pede. O Enigma de Outro Mundo ainda é um filme assustador!

Ainda queria falar da ambientação gelada do filme. Situar a trama num local inóspito como a Antártica foi uma boa, isso ajuda o clima tenso que reina ao longo da projeção.

Ano passado foi lançado um prequel, A Coisa, (lá fora, acho que aqui só passou em festivais). O novo filme conta o que houve logo antes dos acontecimentos de O Enigma de Outro Mundo. Bom filme, dá pra fazer uma boa sessão dupla. A única coisa que achei estranha foi que ambos os filmes têm exatamente o mesmo título em inglês: The Thing. Por que será?

Filme obrigatório!

.

.

Se você gostou de O Enigma de Outro Mundo, o Blog do Heu recomenda:
Força Sinistra
Prometheus
Alien, o Oitavo Passageiro

Marcado:, , , ,

Um pensamento sobre “O Enigma de Outro Mundo

  1. Fadrini 9 setembro, 2012 às 1:53 pm Reply

    Um dos melhores filmes dos anos 80.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: