Festival do Rio 2012

Festival do Rio 2012

Vai começar mais um Festival do Rio!

Pra quem não conhece: trata-se de um dos maiores festivais de cinema do Brasil (talvez o maior). São centenas de filmes espalhados por vários cinemas cariocas durante duas semanas. Tem filme pra todos os gostos: filme bom, filme ruim, filme famoso, filme obscuro, filme aguardado que decepciona, filme que ninguém ouviu falar que surpreende.

Os filmes são divididos por mostras. Os mais conhecidos estão nas mostras “Expectativa” e “Panorama do Cinema Mundial”, mostras que reúnem filmes que estiveram recentemente em festivais fora do Brasil, ou filmes novos de cineastas conhecidos. Todos os filmes são inéditos, boa parte deles entra no circuito depois.

E existem as mostras com filmes mais obscuros. A mostra Mignight Movies é o “cantinho esquisito” do Festival. Filmes bizarros e estranhos são comuns aqui. Claro que é a minha mostra favorita…

Ano passado, criaram duas subdivisões para a Midnight Movies: a Midnight Música e a Midnight Terror. Este ano apareceu outra subdivisão, a Midnight Surf. Se boa parte dos filmes das mostras principais têm chances de entrar em cartaz, pouca coisa destas mostras vai voltar pras telas!

Ainda tem uma outra mostra interessante: John Carpenter, com 14 filmes do mestre, desde o primeiro underground Dark Star até o último Aterrorizada (nunca lançado aqui no Brasil)

(Além destas mostras, ainda tem a Premiere Brasil, Premiere Latina, Foco Reino Unido, Imagens de Portugal, Mostra Gay, Intinerários Únicos, Geração, DOX, Meio Ambiente, Fronteiras e Alberto Cavalcante. É filme pra dedéu!)

Como são muitos filmes e pouco tempo, o negócio é analisar a programação e arriscar alguma coisa. Pena que quase todos são tiros no escuro. Tem alguns filmes tão novos que ainda não têm nem comentários no imdb!

Ano passado consegui ver muita coisa, vi 24 filmes. Este ano comecei a analisar a programação e já separei 18. Costumo pensar em filmes que não devem passar de novo – se um filme vai ser lançado no circuito, espero pra ver depois.

Ano passado, antes do Festival começar, já tinha visto 6 filmes. Este ano só vi um, o ótimo O Segredo da Cabana, que, se tiver tempo, vou rever na tela grande.

Vou dar algumas dicas aqui. Só aviso que as minhas dicas são chutes! Não tem como saber se o filme vai ser bom…

O Segredo da Cabana – Interessante e inovador terror, que tem cara de slasher clichê mas não é bem isso. Uma das melhores surpresas que vi nos últimos tempos no estilo.

Argo – Thriller hollywoodiano dirigido e estrelado por Ben Affleck, contando a história real de como seis refugiados políticos conseguiram fugir do Irã em 1980 com a ajuda de uma produção hollywoodiana fake.

Selvagens – Oliver Stone tem um elenco estelar num filme sobre drogas: Taylor Kitsch, Blake Lively, Aaron Taylor-Johnson, John Travolta, Benicio Del Toro, Salma Hayek, Emile Hirsch e Demian Bichir.

Nós e Eu – Novo filme de Michael Gondry, o mesmo de Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças, trazendo alunos de uma escola no ônibus para realizar o último trajeto juntos antes das férias de verão.

Hemingway & Gellhorn – O romance entre Ernest Hemingway e a correspondente de guerra Martha Gellhorn. Dirigido por Philip Kaufman, com Nicole Kidman, Clive Owen, David Strathairn e Rodrigo Santoro.

Magic Mike – Steven Soderbergh dirige um filme sobre strip-tease masculino. Com Channing Tatum, Alex Pettyfer, Olivia Munn e Matthew McConaughey.

Twixt – O novo Francis Ford Coppola. Ok, Tetro, seu último, foi fraco. Mas o cara tem crédito, afinal ele fez Apocalipse Now, Dracula e a trilogia O Poderoso Chefão, dentre outros.

Monty Python – A Autobiografia de um Mentiroso – Uma animação contando a biografia de Graham Chapman, narrada pelo próprio – ele gravou o áudio pouco antes de morrer, em 1989. Tem participação de outros quatro ex-Monty Python.

In the Land of Blood and Honey – Filme dirigido (mas não estrelado) por Angelina Jolie, situado durante a guerra civil na Iugoslávia que arrasou os Bálcãs nos anos 1990. Globo de Ouro de melhor filme estrangeiro de 2012.

Killer Joe – Um traficante contrata um policial que trabalha como matador de aluguel para matar a própria mãe. Dirigido por William Friedkin, com Matthew McConaughey, Emile Hirsch, Thomas Haden Church e Juno Temple.

Coisa de Criança – Uma menina rebelde de dez anos de idade que passa o seu tempo roubando, vandalizando e se engajando em um comportamento antissocial.

Quarto 237 – Teorias Loucas Sobre O Iluminado – Teorias em torno de mensagens subliminares escondidas no filme de Kubrick – especulações envolvendo o holocausto, o genocídio de povos indígenas e até conspirações governamentais

Turistas – Uma típica viagem de namorados vai ganhando contornos bizarros à medida que o casal vai se envolvendo em acontecimentos estranhos e violentos.

Comic-Con Episode IV: A Fan’s Hope – Documentário sobre a Comic-Con, em San Diego, a maior convenção de quadrinhos e cultura geek do mundo. Participações de Stan Lee, Josh Whedon, Seth Rogen, Kevin Smith, entre outros.

O Livro do Apocalipse – Filme coreano em três episódios que tematizam possíveis fins da humanidade: vírus que transformam pessoas em zumbis, um robô que alcança a iluminação espiritual e a chegada de um meteoro.

A Quinta Estação – No interior da Bélgica, quando a tradicional fogueira que anuncia o fim do inverno falha, a primavera não chega. Condenada a um inverno sem fim, a cidade aos poucos mergulha em estado de calamidade.

Maníaco – Elijah Wood interpreta um homem que restaura manequins, colocando neles o couro cabeludo que ele próprio escalpela de mulheres reais. Roteiro de Alexandre Aja, direção de Franck Khalfoun.

Os Erros do Corpo Humano – Um cientista canadense chega à Alemanha para trabalhar numa controversa pesquisa genética. Mas descobre que os outros pesquisadores fazem parte de uma conspiração com objetivode criar um vírus devastador.

Possessão – Uma adolescente compra uma antiga caixa de madeira e acidentalmente libera um dibbuk, um antigo espírito maligno, que agora habita o corpo da garota.

Juego de Niños – Um casal resolve fazer uma romântica viagem a uma ilha. Mas descobrem que apenas crianças circulam por lá, e algo está errado. Refilmagem mexicana do elogiado espanhol ¿Quién puede matar a un niño?, de 1976.

Thale – Terror norueguês sobre uma Huldra: um ser da mitologia escandinava que tem a aparência de uma linda mulher nua, com um rabo de vaca, que pode se vingar com poderes sobrenaturais se o meio em que vive é desrespeitado.

Ahí va el diablo – Terror argentino. Durante uma viagem, duas crianças desaparecem. No dia seguinte as duas retornam, mas passam a se comportar de maneira estranha.

O Clube do Vamos Fazer a Professora Abortar – Um filme japonês com esse título já é o suficiente pra me tirar de casa!

Um Pouco Zombie – Um vírus transforma um homem em zumbi às vesperas do seu casamento. Mas a noiva não quer estragar a festa e faz de tudo para manter a situação normal.

John Carpenter – São 14 filmes dele. Recomendo quase todos (talvez heu deixasse de fora Memórias de um Homem Invisível e Fuga de Los Angeles). O problema é tempo. Mas as minhas recomendações seriam os clássicos como O Enigma de Outro Mundo, Fuga de Nova York, Christine – O Carro Assassino,ou Eles Vivem. Ou o recente Aterrorizada, que nunca foi lançado aqui. Ou o ultra-underground Dark Star, seu projeto de fim de faculdade que só chegou aqui no Brasil em vhs…

A partir de amanhã, começo a comentar os filmes aqui…

Anúncios

Marcado:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: